Confinamento de boi deve crescer a 12% este ano

O confinamento de bois deve atingir 4,3 milhões de cabeças em 2014, alta de 10,25% ante as 3,9 milhões de cabeças do ano passado, segundo levantamento da Scot Consultoria. Mas a alta pode ser maior e alcançar 12% entre os períodos, principalmente por conta da alta menor no preço do boi magro ante o boi gordo, que traz a melhora na relação de troca ao confinador, segundo o zootecnista e diretor da Scot, Gustavo Aguiar.

Enquanto o preço do boi magro, até o momento, saltou 18,5% em 2014 ante 2013, a alta no valor do boi gordo é de 22,8%, com preços da arroba próximos aos picos históricos. ‘Em Estados do Centro-Oeste, considerados chave para o confinamento, a relação de boi magro e gordo continua muito boa’, disse Aguiar.

No entanto, o cenário otimista de 2014 pode ter impacto no médio e longo prazos para os confinadores por causa da alta do bezerro, de 25,3%, com preços recordes desses animais no Plano Real. ‘O mercado segue pressionado. Um animal de 12 meses e sete arrobas e meia, que custava R$ 920 no começo do ano, agora está em R$ 1.040. E esse animal logo vai chegar ao mercado’, concluiu o zootecnista.

Fonte: Agência Estado

Sobre o autor

Deixe uma resposta

*

captcha *