Governo prevê exportação de carne acima de R$ 6 bi no ano

A liberação pelo serviço sanitário russo (o Rosselkhoznadzor) das importações de carne bovina de seis unidades de frigoríficos animou o governo brasileiro, que projeta exportações recorde neste ano, acima de R$ 6 bilhões. O secretário de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Marcelo Junqueira, afirmou que a liberação das seis plantas, semanas após a suspensão de outras nove, mostra que o tanto o governo como o setor privado estão atentos para cumprir às exigências sanitárias da Rússia.

Junqueira explicou que o setor frigorífico conta com um portfólio de plantas para atender o mercado russo, pois na medida em que algumas unidades são descredenciadas existem outras que, após se ajustar às recomendações do Rosselkhoznadzor, voltam a exportar. Ele destacou a liberação de uma planta de abate de bovinos de Mato Grosso, que juntamente com Paraná e Rio Grande do Sul estava enfrentando restrição.

O secretário comentou que a liberação do frigorífico do JBS, situado em Barra do Garças (MT), foi uma boa notícia, pois sinaliza o fim das restrições que foram impostas a partir de junho de 2011 às importações de carne bovina dos três Estados.

Junqueira destaca a importância do mercado russo, que é o principal importador da carne bovina congelada e resfriada, respondendo por 16% do volume exportado nos primeiros nove meses deste ano.


Fonte: Agência Estado