Governo vai viabilizar expansão do etanol de milho, garante ministro

O ministro da Agricultura, Neri Geller, disse neste sábado (18/10) que o governo vai financiar projetos de produção de etanol a partir de milho, especialmente em Mato Grosso, maior produtor nacional do grão. Segundo ele, a medida é importante para enxugar excedentes de produção que, só na safra 2013/2014, são estimados em mais de 15 milhões de toneladas.

“O etanol de milho é importante para dar sustentabilidade econômica para as regiões mais longínquas onde há problemas maiores de escoamento da produção”, avaliou Geller, comentando que a intenção é viabilizar crédito a taxas abaixo da inflação.

O ministro reconheceu que há dificuldades, como acordos internacionais assinados pelo Brasil que restringem a produção de energia a partir de matérias-primas que são usadas na alimentação humana. No entanto, disse que questões como esta estão sendo superadas.

“Já há projetos que estão sendo liberados. Onde houver excedente, vamos liberar os financiamentos a partir do BNDES”, garantiu o ministro, em entrevista por telefone a Globo Rural.

Nesta semana, a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) divulgou uma nota avaliando que a tendência é de crescimento do etanol de milho, mas há a necessidade de apoio, especialmente em relação aos investimentos iniciais para o processo industrial. De acordo com a Aprosoja-MT, há duas usinas em produção, uma delas visitada pelo ministro neste sábado. Em 2015, outras três devem entrar em operação, de acordo com a entidade.

Neri Geller se disse otimista. “Tem duas usinas de grande porte funcionando, vários projetos em andamento. Creio que a partir do ano que vem, algumas delas vão iniciar obras e concluir em um curto espaço de tempo”, afirmou.

Sobre o autor

Deixe uma resposta

*

captcha *