Mato Grosso já comercializou 86,7% da safra de soja 2013/14

Em maio deste ano foram comercializadas 1,38 milhão de toneladas de soja de Mato Grosso, segundo dados do Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária (Imea). Com este volume, o Estado acumula até maio cerca de 22,56 milhões de toneladas de soja vendidas, o que corresponde a 86,7% da produção total de Mato Grosso, superando em 1,59 milhão de toneladas o total comercializado até maio do ano passado.

Além do bom desempenho em volumes, as remunerações das vendas estão mais elevadas do que as da safra anterior. As negociações feitas em maio apresentaram cotações médias de R$ 57,30/sc, valor R$ 8,00/sc maior que o preço praticado em maio de 2013. A expectativa para os próximos meses é que o valor da saca do grão possa apresentar ainda bons preços. Caso este cenário se confirme a lucratividade do produtor na safra 2013/14 poderá estar, como em 2013, relacionado ao bom valor recebido pela soja, já que os custos continuam elevados.

• Ritmo de negócios aquecido sustenta valores da soja no Brasil

As exportações brasileiras de soja em grão somaram 7,60 milhões de toneladas em maio, recuando 4,3% em relação a maio de 2013. Se comparada ao volume recorde escoado em abril deste ano de 8,25 milhões de toneladas, essa queda se torna ainda maior.

A receita apresentou uma queda mensal mais elevada que o volume, de 6,9%, em relação aos ganhos gerados em maio de 2013. Com isso, o preço médio da tonelada exportada em maio ficou em US$ 508,06 contra US$ 522,24 em maio de 2013. Apesar da queda observada nos volumes de maio, nos cinco primeiros meses deste ano já foram escoadas 24,9 milhões de toneladas, superando em 27%, ou 5,3 milhões de toneladas, o mesmo período do ano passado. Com o grande volume exportado, por mais um ano poderemos ver o preço em Mato Grosso no segundo semestre com boas cotações.

Milho

A colheita do milho segunda safra teve início em Mato Grosso e já apresenta 1,5% da área cultivada. Já a comercialização até final de maio ficou em 25,6% da produção estimada para esta temporada, percentual correspondente a 3,95 milhões de toneladas.

Faltando ainda quase 75% a ser vendido, o Imea indica que os produtores matogrossenses devem ficar atentos aos preços, que podem apresentar recuos devido à entrada da nova safra, e a queda do preço nos mercados nacionais e internacionais.

O preço médio praticado no Estado durante maio foi de R$ 15,07/sc, que, apesar de inferior ao do mês anterior, eleva o preço ponderado pela comercialização para R$ 14,82/sc. O avanço das negociações durante maio foi de apenas 4,6% no comparativo com abril, a menor evolução mensal desta safra até então. Apesar de a diferença percentual com a comercialização do mesmo período do ano anterior ser de apenas -3,1%, em valores absolutos o volume negociado até o momento é inferior em 2,5 milhões de toneladas.

Estados Unidos

A semeadura do milho norte-americano está em reta final e com bom desenvolvimento, segundo relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). Do total de lavouras, 76% está com condições entre boa a excelente, 13% acima do registrado no ano passado. Diante disto o mercado tem sofrido pressões de baixa na Bolsa de Chicago, que serve de base para o cálculo dos preços oferecidos aos produtores brasileiros.

Sobre o autor

Deixe uma resposta

*

captcha *