Renda no campo deve se manter estável em R$ 459 bi em 2015

O valor bruto da produção agropecuária (VBP), que representa a renda obtida pelos produtores rurais brasileiros, deve somar R$ 468,4 bilhões neste ano e se manter praticamente estável em relação aos R$ 459,7 bilhões calculados para o ano passado. As projeções são da Assessoria de Gestão Estratégica (AGE) do Ministério da Agricultura, que prevê aumento R$ 4,8 bilhões (mais 2,98%) na renda da pecuária e queda de R$ 5,1 bi (menos 1,7%) no faturamento do setor agrícola.

A principal atividade responsável pelo aumento na renda no campo neste ano é a pecuária de corte. O Ministério da Agricultura prevê aumento de R$ 7,4 bilhões (mais 11,3%) no faturamento do setor, para R$ R$ 73,4 bilhões. No caso da avicultura a previsão é de queda de R$ 1,4 bilhão (menos 3,3%) na renda do setor, para R$ 42,4 bilhões. A suinocultura apresenta ganho de R$ 104 milhões (mais 0,79%), para R% 13 bilhões. No leite a perda esperada é de R$ 1,4 bilhão (menos 4,8%), para R$ 27,3 bilhões.

Nos produtos agrícolas o destaque é o complexo soja, que teve forte contribuição para que a renda dentro da porteira se mantivesse positiva. A projeção é de aumento de R$ 3,2 bilhões (3,5%) no faturamento com a venda de soja, para R$ 95 bilhões, graças à colheita de mais uma safra recorde 96 milhões de toneladas, que compensa em parte a queda dos preços internacionais da oleaginosa.

No caso da cana-de-açúcar, que ocupa o segundo lugar no valor da produção agrícola, o Ministério da Agricultura prevê queda de R$ 1,7 bilhão (menos 3,81%) no faturamento, para R$ 44,3 bilhões. No caso da produção de milho a previsão é de queda de R$ 759 milhões no valor da produção (menos 2,09%) para R$ 35,5 bilhões.

Confira a evolução abaixo:

valor_produccao
produção-do-campo-valores-tabela (Foto: Reprodução/Mapa)

Sobre o autor

Deixe uma resposta

*

captcha *