Safra de milho deve ter maior plantio fora da janela ideal em Mato Grosso

Apesar do forte avanço na semana passada, a safra 2014/2015 de milho em Mato Grosso deve ter o maior percentual de plantio fora da janela considerada ideal. É a avaliação do Instituto de Economia Agropecuária do Estado (Imea).

Na última semana, a semeadura chegou a 64,6% da área prevista para a cultura, de pouco mais de 2,8 milhões de hectares. Mas a aceleração do trabalho de campo não foi suficiente na avaliação dos técnicos e a expectativa é de ritmo ainda mais intenso para esta semana.

“A expectativa de baixos volumes de chuva para os meses a partir de abril, vem preocupando os produtores do cereal quanto a produtividade da lavoura, fazendo com que corram contra o tempo para evitar as possíveis perdas”, diz a instituição, em informe semanal.

Mercado
Em relação aos preços, o Imea registrou na semana passada uma queda de 2,16% na cotação média da saca de 60 quilos no Estado. O valor chegou a R$ 15,69 Nesta mesma época, no ano passado, a saca estava acima dos R$ 16.

O movimento de baixa acompanhou os principais contratos na Bolsa de Chicago. O vencimento março de 2015 caiu 2,06% na semana passada e chegou a US$ 3,79 por bushel. Julho de 2015 teve queda de 1,8%, chegando aos US$ 3,96 o bushel.

Ao mesmo tempo, o frete passou a pressionar mais o custo do produtor mato-grossense. Com uma alta de 10,94 pontos percentuais, a relação chegou a 107,15% do valor do produto, ou seja, o transporte traz perda líquida ao agricultor.

Neste cenário, o Imea informa que contratos de longo prazo tem sido preferidos nas negociações a termo. O objetivo é aproveitar a alta do dólar e preços um pouco mais elevados. “No entanto, o produtor deve ter em mente que esses contratos mais prolongados também implicarão maiores custos com armazenagem do milho.”

Fonte: Globo Rural

Sobre o autor

Deixe uma resposta

*

captcha *