Termina em dezembro prazo que permite uso de sementes convencionais na agricultura orgânica

Pela legislação atual, a partir de dezembro fica proibido o uso de sementes convencionais na produção de cultivos orgânicos. O Ministério da Agricultura, mapa está analisando toda a cadeia produtiva do setor e estuda prorrogar a Instrução Normativa nº 64, criada em 2008, que regula o uso de sementes fazendo.

– Nós estamos fazendo uma avaliação de que tipos de materiais já e existem. Pode ser que haja materiais que não precisaremos prorrogar e outros que precisarão de mais prazo. Até o final do ano, vamos publicar a revisão da instrução normativa – diz Rogério Dias, coordenador de Agroecologia do Ministério da Agricultura.

Enquanto decisão não é anunciada, produtores correm contra o tempo. Em seminário realizado em Brasília, pesquisadores da Emater e Embrapa relataram experiências de produção de sementes orgânicas realizadas no interior de SP, norte de Minas Gerais e região Sul do país que têm apresentado bons resultados. O objetivo é implementá-las também no Cerrado.

Durante o encontro foi criado de um grupo formado por associações do setor, produtores do Distrito Federal e órgãos do governo estadual e federal, que irão disponibilizar recursos financeiros. A utilização de sementes orgânicas é importante para os produtores conseguirem certificar sua produção, como aponta o agricultor Rodrigo Rodrigues dos Santos, que produz dez tipos de hortaliças.

– Nós, que estamos correndo atrás de uma certificação orgânica, estamos bastante preocupados com essa situação da semente – relata o agricultor, que tem dificuldades de encontrar sementes livres de conservantes e agrotóxicos no mercado.

Fonte: Rural BR

Sobre o autor

Deixe uma resposta

*

captcha *